• sarah albano

Coronavírus e saúde mental: como cuidar do emocional em meio ao isolamento


Uma pandemia como a do coronavírus mudou vida de todo mundo. Isolamento social, medo, incerteza com o futuro, mudança no ritmo das relações sociais, tanta informação sobre o Covid-19 e o estresse que pode ser esse ajuste de rotina para trabalhar de casa, cuidar da saúde mental é crucial para evitar transtornos como depressão e ansiedade (ou mesmo brigas, divórcios etc.).


Nesse cenário de ansiedade, pânico, angústia, raiva, entre outras sensações que muitas pessoas estão lidando neste momento, a dificuldade de ficar isolado socialmente é inerente a todos.


A área de psicologia da Universidade de Ohio divulgou informações sobre o tema e algumas dicas de como amenizar os sintomas para tentar manter o equilíbrio durante o isolamento.


Como amenizar as sensações:


· Reconheça seus sentimentos e emoções: permita-se tempo para refletir sobre seus sentimentos e como você está reagindo ou lidando com o isolamento.


· Mantenha suas atividades diárias normais na medida do possível.


· Procure informações precisas de fontes de notícias confiáveis.


· Siga as dicas de proteção e prevenção fornecidas por profissionais médicos qualificados.


· Cuide de si mesmo (coma, durma e se exercite) e pratique técnicas de relaxamento, como por exemplo: ioga, leitura, respiração, atenção plena, meditação, entre outras.


Onde encontrar ajuda qualificada:


Em virtude da quarentena do coronavírus, os conselhos de psicologia liberaram os atendimentos on-line. Normalmente, esse tipo de procedimento depende da linha do profissional e de uma série de testes. Uma das exigências para os atendimentos é a câmera para que o psicólogo consiga avaliar o paciente e mostrar visualmente que ele está sendo ouvido.


· O Conselho Regional de Psicologia (CRP) dispõe de uma lista dos profissionais que atendem por Skype.

· A Chave da Questão (gratuito): site reúne psicólogos que poderão ajudar pessoas com que estejam ansiosas, depressivas, agressivas, compulsivas ou com medo demais. O atendimento é online e gratuito no endereço www.achavedaquestao.com.br.

· Casos graves e ideação suicida: Disque 188 para o Centro de Valorização da Vida (CVV)

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo